Recife - Boa Noite, hoje é 28/05/2017 - 21:01
Energia Limpa PDF Imprimir E-mail


A condição finita e as constantes flutuações nos preços dos combustíveis fósseis são fatores que ensejam a busca de alternativas ao suprimento energético no mundo.

No Brasil, a maior parte da energia gerada advém de fontes renováveis de energia, principalmente da exploração do seu amplo potencial hidráulico. Todavia, são altos os impactos sociais e ambientais envolvidos neste processo. A diversificação da matriz energética do Estado a partir da utilização de outras fontes de energia limpa de baixo impacto ambiental contribui para a redução do aquecimento global e para preservação da fauna e flora, viabilizando ainda a habilitação do Estado para o recebimento de créditos de carbono. Como um ganho adicional, a implantação de unidades geradoras utilizando energia limpa possibilita a geração distribuída de energia, incentivando a interiorização do desenvolvimento em Pernambuco.

 

Entre as ações da Secretaria Executiva de Energia, encontra-se em andamento:

 

• Levantamento do potencial energético de coco, verde e seco;

• Levantamento do potencial energético da manipueira (resíduo do processo de fabricação de farinha de mandioca) para geração de biocombustíveis e de energia elétrica;

• Estudos de viabilidade técnica para outras alternativas de biomassa para geração de energia, a exemplo da banana;

• Levantamento do potencial energético de resíduo sólido urbano, mais especificamente as podas e resíduos de madeira.

 

Foi identificado também o potencial energético significativo nas diversas Estações de Tratamento de Esgoto do estado. A exploração desta alternativa pode contribuir de duas formas: na geração de energia elétrica através da captura de gás proveniente do processo de biodigestão e na geração de biocombustível proveniente das microalgas existentes no processo.

A elaboração de estudos dos potenciais de geração de energia solar e eólica no estado também será contemplada pela Secretaria Executiva de Energia, pois o apoio ao desenvolvimento de mecanismos e tecnologias limpas na região apresenta-se como um caminho para a evolução sustentável do Estado de Pernambuco.